terça-feira, 26 de outubro de 2010

ode

Amigo,
Pela primeira vez danço sobre o tempo. Ele soube dos planos que tenho dependente do tempo dele e não acha como me tramar. Sabe do receio e da vontade, do ganho e da perda e é incapaz de semear um deles. Por ti, sei que o tempo não passa. Fiquei feliz com o teu escrito.
Saudades,
Um beijo

1 comentário:

  1. Bonito...**
    beijo grande...=P
    (quase conseguias ser pirosa...)ahah

    ResponderEliminar